terça-feira, 30 de abril de 2013

Autodefesa psíquica e emocional

  
                                                      Autor: desconhecido
  
Tudo que é projetado no inconsciente coletivo irá retornar a você. O nosso pensamento tem força e poder. Não devemos policiar apenas os atos, mas também o que pensamos. Para reverter esse quadro precisa aplicar disciplina e ter autocontrole.
Quando um pensamento nocivo vier à mente, procure pensar numa frase oposta para espantar as vibrações ilícitas. Evite assistir notícias policiais, vídeos, filmes, esportes violentos e não conviva com pessoas violentas para não contaminar com tais energias. Tudo que a pessoa presencia se manifesta de forma direta ou indireta através de sonho e do comportamento.
Durante o sono o nosso cérebro reelembra todas as imagens e as ações do dia a dia. Essas imagens são levadas para os neurônios.
Atualmente o que dar ibope na mídia são notícias chocantes como a violência, o terror, a tragédia doméstica etc. 
Os telespectadores são violentados dentro dos seus domicílios, escravizados e mantêm passivos porque permitem que tais situações invadam a sua privacidade. Infelizmente, a maioria das pessoas sabem apenas aplaudirem e compartilham tudo sem questionarem.

 
Autor: desconhecido

Disciplinar a mente leva de 21 a 30 dias treinando diariamente com exercícios, palavras articuladas repetitivas e meditação. Há casos que leva meses ou anos para se libertar porque o nosso cérebro é como um arquivo onde são armazenados as imagens, os hábitos, os instintos, os impulsos, as lembranças, os desejos e as emoções.
Nenhum ser humano nasce violento, ele se torna violento porque aprende e a nossa cultura machista a violência é algo natural que deve ser demonstrado ao mundo como uma forma de dominar, intimidar e eliminar os seus adversários.
A presidente Dilma Rousseff sancionou a nova legislação de crimes eletrônicos, apelidada de lei Carolina Dieckmann - em maio, fotos da atriz nua vazaram na internet.
As leis 12.735/12 e 12.737/12, publicadas nesta segunda-feira (3/11) no Diário Oficial da União, alteram o Código Penal para tratar de crimes cibernéticos.
A pena prevista é de detenção de 3 meses a 1 ano, além de multa, para quem invadir dispositivo informático alheio, conectado ou não à rede de computadores, mediante violação indevida de mecanismo de segurança e com o fim de obter, adulterar ou destruir dados ou informações sem autorização expressa.
Pela proposta, a mesma pena será aplicada a quem produzir, oferecer ou vender programas de computadores que permitam a invasão, como vírus. A lei estabelece ainda que quem obtiver informações sigilosas ou violar comunicações eletrônicas privadas ou segredos comerciais, como senha ou e-mail, pode ser condenado a 6 meses a 2 anos de prisão. A pena aumenta de 1/3 a 2/3 se houver divulgação ou comercialização dos dados. Apesar das penas serem brandas, mas as autoridades poderiam rever a Lei, criarem mecanismos judiciais para reprimir o abuso na programação e punir com mais rigor pessoas que violam a Lei, censurar impressas, redes sociais, pessoas físicas por derespeito a liberdade, por violar a integridade pessoal, por abalar o emocional ocasionando transtorno comportamental.
As pessoas lesadas por algum distúrbio psicológico por causa de um programa, um vídeo, um filme ou música deve procurar os seus direitos para receber tratamento psiquiátrico, psicológico, terapêutica e ser indenizada. Não é apenas o tabaco que mata e a droga ilícita que causa danos irreversível. A invasão sutil de programa, vídeo, notícia jornalística violenta e trágica podem causar sequelas profundas ou  destruir uma vida.


Quanto vale uma vida? Não adianta criar projeto para combater a violência na sociedade se a violência continua dando ibope, se a violência está presente cada vez mais forte, se a violência é divulgada na mídia e se a criança convive constantemente com a violência.
O recém-nascido começa ouvir música de ninar incentivando a violência, música infantil que desvaloriza o valor da vida, a criança aprende brincando a ser violenta. Quando a criança repete as cenas que aprendeu, a família se alegra com os atos, na fase da adolescência os arquivos estão cheia de informações, se repitirão de uma forma agressiva por causa da transformação biológica e, é nesse período que os pais deixam de sorrir porque perdem o controle de educar, passam a lamentar e desconhecem o filho. O que estava oculto se aflorou e a pessoa viverá outra realidade, pois tudo que aprendeu será colocado em prática. A personalidade está sempre se formando de acordo com a aprendizagem do indivíduo.
A violência é aprendida na família, na igreja, quando assiste um filme gospel, lê um texto bíblico sobre Deus e heróis. Na escola, na faculdade, no setor de trabalho também aprende ser violento e a formação será de um cidadão doente. Onde está o respeito à vida e os valores sociais? Nos países capitalistas centrais preocupam apenas com a produção e o lucro.

A autodefesa deve começar eliminando tudo que é prejudicial ao emocional e a mente. Não adianta orar, meditar, fazer terapia, ser generoso, usar amuletos, patuás, símbolos, tomar banho com sal grosso e ervas se está conectado com o mundo da violência, compartilhando de forma passiva. Tudo o que a sua memória registra manifestará através de sonhos e no comportamento.
Os métodos usados como alternativas para combater os problemas psicológico, psíquico e espiritual será apenas temporário.
O ser humano precisa despertar, ser consciente, ser livre de forma integral e ter uma visão holística.
O desiquilíbrio emocional é prejudicial á nossa saúde porque desgasta a nossa Energia Vital, o Corpo Bioplásmatico adoece, a aura reduz, fica escuro, a pessoa fica debilitada e as energias ilícitas definham lentamente.
A humanidade deve conscientizar que pode criar o paraíso ou o inferno, pode criar a felicidade ou a desgraça, pode criar o vento saudável ou a tempestade  e pode criar a paz ou o ódio. 
Você é um como Deus, construtor da sua felicidade, da sua alegria, da sua paz interior. Portanto, comece a disciplinar a sua mente, limpe os lixos psíquicos, emocionais e do ambiente em que vive. Treine a sua mente para ver apenas aquilo que benéfico e produtivo. O verdadeiro sábio é aquele que tem a mente disciplinada, tem autocontrole, tem conhecimento holístico.
                                       

Autora: Rainna Tammy

Fonte de pesquisa:

FORTUNE, Dion. Autodefesa psíquica. Como se defender dos ataques de natureza psíquica desencadeado contra nós. - São Paulo: Pensamento, 2012.

PICKANDS, Márcia L. Manual de autodefesa psíquica. - São Paulo: Pensamento, 2004.

STONE, Joshua David. Psicologia da alma: chaves para a ascensão. - [tradução: Eduardo Pereira e Ferreira], rev. técnica Nilo Arnaldo Beck. - São Paulo: Pensamento, 2006.

VOLDBEN, Amadeus. Como evitar as influências negativas: segredos e terapias para neutralizá-las. - São Paulo: Pensamento-Cultrix, 2010.