quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Conjuração às deusas do Amor


Salve as deusas do Amor Inanna, Ishkhara, Isis, Afrodite, Lilith e Brigith. Sagrada forças femininas eu te saúdo. Sinto tua presença se manifestando em meu ser através dos meus pensamentos, palavras e ações. Deixo que a divina presença da Consciência Cósmica me oriente com sua infinita sabedoria. Elas estão chegando, sinto as suas danças.
Eu te conjuro Nammu, deusa de todos os deuses, Senhora das senhoras, patrona da família!
Eu te conjuro Rhianna, rainha das fadas e da Lua!
Eu te conjuro Ishkhara, a deusa do amor!
Eu te conjuro Utu, deus do Sol, deus da sabedoria, deus do amor, da força e do poder!
Salve Nyx, domadora dos deuses e dos homens, patrona das feiticeiras e das bruxas, deusa dos segredos e dos mistérios noturnos, rainha dos astros e das estrelas!
Salve deusa Antu, a Grande Mãe-terra, mãe da natureza!
Salve Enki, deus das chuvas, dos oceanos, dos rios, das fontes e do equilíbrio emocional!
Salve a água, a essência pura do amor e da vida!
Eu te saúdo oh divindades das águas sagradas!
Salve os Espíritos Divinos, amigo e guardião!
Salve Gibil, o deus do fogo e da Luz Radiante, energia da ativação, da fecundidade, da força, do poder, da paixão e da atração intensa!
Salve Enlil, deus da Atmosfera, da respiração, regente da natureza, Senhor da magia!
Energia Cósmica e Astral eu conheço a tua força e o teu poder. Atenda-me o meu pedido com agilidade conceda-me a graça que lhe peço. Traga-me (nome da pessoa amada) manso como cordeiro, doce como mel, fiel como um cão, carinhoso como Dumuzzi.
(Nome da pessoa amada) se você estiver dormindo acordará, estiver comendo a fome desaparecerá, se estiver trabalhando desânimo sentirá, se estiver divertindo a sua alegria sumirá, se estiver estudando a minha imagem no seu pensamento você me verá, se estiver com outra mulher enjoo dela de imediato sentirá. Eu sou uma mulher sensual, encantadora, sou a sua sombra, sou a sua cara metade, eu sou a sua alma gêmea.
Inanna, desperte a minha alma gêmea a vontade de me beijar, de me abraçar, de me fazer carinho, que me reconheça e leva-me para cama.
Que a gente faça amor como dois animais no cio, que a chama do fogo divino aqueça a nossa paixão e o nosso amor.
(Nome da pessoa amada) quando você for para o seu recinto e ao deitar me veja nos seus sonhos eróticos consumando a nossa união. Assim como os céus e a terra estão ligados através do Casamento Sagrado assim também o meu pensamento e sentimento estão ligados aos seus pensamentos e sentimentos. Somos um só corpo e um só espírito. O nosso destino no plano espiritual foi selado eu nasci para você e você nasceu para mim somos um casal perfeito, alegre e próspero. Eu ti amo e você me ama.
Oh grande Maga Zoraykha Shakti, poderosas és, vou divulgar o seu nome em troca deste pedido, vou lembrar sempre de ti dando o que gosta e pedir.
Quero que esteja comigo me auxiliando, me orientando e me abençoando. Sou grata a todas as deusas do Amor e a Maga Zoraykha pelas graças já alcançadas. Sou grata pelas bênçãos dos céus.
Que assim seja e que assim sempre será! O bem sempre prevaleça a meu favor. Abençoada sou, abençoada já estou. Abençoada sempre serei. Amém. 
Antes de iniciar qualquer rito mágico tome banho de ervas para banir as energias nocivas e restituir as energias vitais saudáveis.
Pegue um prato de porcelana branco novo, 3 velas Alma gêmea vermelhas ou 6 velas clássica sendo duas rosas e quatro vermelhas, 1 óleo de essência Dama da Noite, 1 incenso de Ylang Ylang, 1 colher (sopa) de açúcar, 1 quartzo rosa bruto, 1 fósforo e a foto do casal heterossexual ou casal homossexual ou casal transgênero. Faça o ritual no altar, mas, caso não tiver pode ser no seu quarto no chão. As velas em formato casal do mesmo sexo é mais difícil para encontrar, mas poderá optar pelas velas clássicas. 
Compre uma vela rosa e duas velas vermelhas Alma Gêmea, ute com óleo essencial Ylang Ylang do pavio até a base da vela rosa, a foto do casal sob o prato, firme a vela no centro do prato. Despeje um copo de água com açúcar no prato, pingue sete gotas de Dama da Noite ou perfumes doces afrodisíacos, ponha a pedra de quartzo dentro do prato, acenda o incenso, a vela e faça a conjuração. A vela rosa Alma Gêmea é a primeira a ser usada no ritual, nos outros dias devem ser a vela vermelha. Se caso não tiver a vela com forma de escultura pode usar a vela comum: pegue a vela escreva o nome completo da pessoa amada três vezes começando do pavio até a base e na outra vela o seu nome, passe o óleo essencial na vela começando do pavio e termina na base, pegue outra vela vermelha e escreva o nome da pessoa amada repetindo o mesmo procedimento da primeira vela. Aqueça a base da vela e afirme-as unidas no centro do prato. Coloque a foto do casal sob o prato e adicione meio copo de água adoçado com açúcar ou mel dentro do prato. Acenda o incenso, as velas, coloque a pedra dentro do prato visualize a pessoa amada nos seus braços sob seu domínio e faça a conjuração. Este encantamento deve ser feito de preferência numa sexta-feira ou num domingo, exceto na Lua Minguante. A água do prato de ser jogada no vaso de uma linda planta ou no jardim. A pedra deve ser guardada juntamente com as suas peças íntimas e o prato deve ser guardado para ser usado para finalidade amorosa. Está magia de encantamento pode ser repetida até atingir o seu objetivo.
A pessoa amada ficará enferma durante 7 a 15 dias se tentar resistir a sua magia de encantamento. E nada dará certo, enquanto estiver longe de você. A aflição, o desespero e o mal-estar em geral tomará conta do coração da pessoa amada.
Para obter êxito nas magias é preciso estar equilibrado emocionalmente e estar em sintonia com as energias Divinas.

                                                 Arte: Labonni Velas Decorativas Itaipava

                                      Jardim do Éden Arte: Bradford Noble/Dee Pool

      




            



   



                     
                     Autor: Monomo - 2012.
   

Conjuração ditada pelo espírito Zoraykha Shakti durante a realização de um encantamento de Amor, no dia 07 de julho de 2005. Texto escrito pela Sacerdotisa Rainna Tammy.

Autora: Rainna Tammy

Todos os direitos reservados. Você não copiar e nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão da autora. Lei 9610/98 direitos autorais do Brasil.