sábado, 9 de abril de 2011

Invocando os Deuses e os Mestres de Luz

                                                              Circulo mágico
                                                      pintura de John William Waterhouse

Invocar significa pedir auxílio e proteção para que os Mestres de Luz para que interceda por nós.
A luz é um dos fenômenos mais integrantes da natureza. Isto decorre do caráter fisiológico de sua percepção e das dificuldades em se lidar com suas complexidades.
No final do século XIX, os astrônomos mediam anos-luz usando as distâncias através do espaço. Descobrir verdadeira velocidade da luz era de pouca importância.
Então, Einstein criou a famosa equação energia-matéria, E = mc². Imediatamente a velocidade da luz, "c", se tornou importante para inúmeros cálculos. Descobriram que a velocidade da luz é célere possui uma velocidade mais rápido que um relógio ou máquinas.
Albert Michelson criou novos dispositivos de precisão, mas ocorreram diversos erros e fracassos nas suas invenções. Após ciquenta anos de pesquisa e experiência descobriu que a velocidade da luz na nossa atmosfera é cerca de 340m/s, isso foi no ano de 1928. Essa descoberta dependeu da sua perseverança, da invenção de nova tecnologia e novos equipamentos.
Esta descoberta valeu para Albert Michelson o primeiro Prêmio Nobel dado a um físico norte-americano.
Curiosidade: Viajando a velocidade da luz, um navio poderia ir de New York a Los Angeles setenta vezes em menos de um segundo. Naquele mesmo redor, seria possível fazer sete viagens e meia ao redor do Equador.
A luz se propaga no vácuo de cerca de 300.000km por segundos, que em notação científica se escreve na forma: C = 3.00 X 108 m/s. a letra "C" foi designada para representar a velocidade da luz a vácuo. Atualmente a velocidade da luz é exatamente C=2999792458m/s.
Isso prova que os Universos são céleres, tudo que nós agradecemos recebemos. A celeridade ocorre quando estamos em conexão com as energias cósmica e divina. Basta invocar e manter em conexão para que as bênçãos dos céus venham sobre nós sem limites.
Para que suas magias sejam coroadas de êxitos é preciso você acreditar no seu potencial e esteja em conexão com as energias cósmicas e divinas.
No passado, Nusku, o deus de luz era cultuado pelo povo sumeriano como um deus ágil e sábio. Acreditavam que eram tão ágil quanto os Universos e que a sua verdadeira moradia era nos céus.
Para que você obtenha êxito nas suas magias eu sugiro alguns passos para que você possa seguir:

PRIMEIRO PASSO: Pesquise sobre as deidades e tradições. Descubra qual dessa tradição e deidade que você identifica e tem afinidade. Após identificar a tradição e a deidade afins escreva uma invocação a essa entidade, afirma a razão dela na sua magia, convide-a para que esteja contigo auxiliando durante a cerimônia ritualística;

SEGUNDO PASSO: Nunca realize um rito mágico alcoolizado, estômago cheio ou desequilibrado emocionalmente;

TERCEIRO PASSO: Prepare o local purificando e consagrando-o. Obtenha a consciência ritualística.

QUARTO PASSO: Saber o tipo de magia que será realizada e conferir todos os itens dos rituais. A organização contribui para você encontrar a centelha da divindade no seu interior;

QUINTO PASSO: Crie palavras e frases mágicas. Se a magia for de Cura a palavra mágica é "LIBERTAÇÃO, PURIFICAÇÃO e CURA". Nesse momento você visualize a pessoa saudável, perfeita e alegre.
Se for para caso de Restituição Familiar use a palavra mágica "PERDÃO, AMOR E ALEGRIA". Visualize a família vivendo na perfeita harmonia, amor e felicidade.
Se for realizar magia da prosperidade use a palavra mágica "EXCELENTES OPORTUNIDADES, SUCESSO E RIQUEZAS FINANCEIRAS. Visualize diversas oportunidades direcionando as pessoas, prosperando e muito felizes.
Se for orientação espiritual invoque a deidade Nusku, Senhor da Luz, da Sabedoria, do Conhecimento e ENLIL Senhor do Ar e do Destino para que possa auxiliá-la desvendando os mistérios e segredos ocultos. Que as energia do Fogo faça que seus olhos possa penetrar profundamente no passado e no presente para colher toda informação com veracidade e que o vento contribua trazendo mais revelações. 

SEXTO PASSO: Use veste ritualística e assuma uma forma divina;

SÉTIMO PASSO: Abra o círculo de proteção no sentido horário invocando as deidades e os guardiões das Torres: SUL (Terra - Antu e Obàlúwàiyé), OESTE (Água - Ea-Enki, Nana Buluku, Yemojá e Òsùn), NORTE (Ar - Enlil, Ayrà e Òsàlúfón), LESTE (Sol/Fogo - Utu, Gibil, Èsú, Oya Yánsàn e Sàngó) e outras deidades que você se identifica com ela.
Feche os olhos encha os pulmões de ar e solte lentamente. Repita esses exercícios cinco vezes. Visualize um círculo de chama prateada e você no centro. Agora visualize uma chama azul em volta do seu corpo e nas palmas das suas mãos. Sinta seu chakra frontal e seu corpo pulsando. Erga seus braços para os céus e invoque as forças divinas e recite as palavras mágicas em voz alta por três vezes.
Baixe os braços lentamente e diga:
Que assim seja feito!
Que as bênçãos divinas conspirem sempre ao meu favor!
Abençoada sou, abençoada sempre serei. Amém.
Abra os olhos e faça a sua magia dentro do círculo.
Quando terminar a cerimônia, anuncie em voz alta que o ritual chegou ao fim e agradeça as deidades que proporcionou auxílio.
Após agradecer, inspire e expire lentamente. Sinta chama de luz branca purificando-a, restituindo suas energias e devolvendo o bem-estar em geral.
Abra os olhos, tome um pouco de água natural para despertar a normalidade da consciência e destrace o círculo no sentido anti-horário.
Sorria e abrace-a dizendo que os Universos ouviram o apelo, agradeça-a.
Acredite e tenha fé porque você já alcançou as bênçãos.
                                                                         Autora: Rainna Tammy

Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar obras derivadas, nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão da autora. Lei 9610/98 direitos autorais do Brasil.