domingo, 26 de janeiro de 2014

O Livre-arbítrio por trás da cortina


"Livre-arbítrio" é um substantivo composto formado por mais de um elemento resultante da união da palavra "livre" com a palavra "arbítrio"... A formação deste termo "livre-arbítrio" segundo a gramática da língua portuguesa é feita por "justa composição" - e isto ocorre quando os radicais estão ligados sem perda de autonomia fonética e sem alterações gráficas... O termo "livre-arbítrio" significa "livre julgamento" ou "livre opção" e significa em espiritismo que cada espírito encarnado (ser humano) e cada espírito desencarnado têm total liberdade para "decidir" se pratica ou se deixa de praticar tal ou qual "ação" boa ou má... Se for um ser relativamente evoluído e mais "consciente" - agirá com sensatez e correção e, se for um ser menos evoluído, logicamente agirá com menos "consciência" e com insensatez ou de forma errada... Pelas ações realizadas adquirirá um "karma" positivo ou negativo (se boas ou se más)... O plantio é "livre", mas a colheita é obrigatória (quem planta o mal colherá o mal e quem planta o bem colherá infalivelmente o bem!!!).


Provavelmente quando Agostinho ao criar essa palavra Livre-arbítrio tinha no momento boas intenções porque desejava que o ser humano tivesse uma liberdade plena.
Talvez até mesmo Allan Kardec usasse essa palavra nas suas obras e palestra como lema de liberdade. Mas na verdade o Livre-arbítrio tomou um rumo bem diferente. O ser humano que acredita estar livre goza de uma liberdade controlada.
Você é livre, mas não pode fazer o que deseja, é constantemente vigiada pelas doutrinas eclesiásticas, regras rígida que agride o seu eu interior. O indivíduo passar a viver de forma mascarado para que a comunidade o aceite¹.
O indivíduo tem liberdade para agir e viver da forma que achar melhor, mas a partir do momento que deixa de cumprir as regras impostas, é repreendido e punido.
O Livre-arbítrio é uma das cortinas de fumaça usada pelos poderosos como estratégia para dominar o ser humano de forma suave e invisível a fim de deixar cada vez mais dependente. Eles seguram a espada pelo cabo e nunca seguram na lâmina porque sabem que pode ferir.
Bancam como um amigo e agem como espião, criam espetáculos atraentes para conquistar até os espertalhões, sabem conquistar os corações e as mentes como palavras emotivas, com gestos nobres e com expressão facial generosa. Saciam a fome, oferecem presentes as suas vítimas para que possam fraudar de forma tranquila sem serem julgados. Usam diversas estratégias mágicas para atraírem suas vítimas até a sua teia. Aproveitam da fraqueza psicológica de suas vítimas para manter no reinado e deixam as suas honestidades de lado para abraçar o poder. Buscam almas aflitas para conduzi-las no cativeiro.


A coerção é muito  usada pelos líderes religiosos como uma das formas de dominar, escravizar e manipular o ser humano. Os demagogos utilizam de argumentos ilusórios, dogmas e impõe o medo. É lamentável quando se depara com pessoas perambulando pelas ruas com os olhos vendados ou mascarados, vivendo presas nos valores ultrapassados e contraditório.
Os demagogos religiosos cristãos utilizam a bíblia como um livro sagrado com verdades absolutas para dominá-las, escravizá-las e manipular de forma total. Sempre argumentando que hoje o indivíduo está salvo e livre. Eles são lobos disfarçados de ovelhas.
As pessoas simplesmente acatam o que está escrito na bíblia como verdade absoluta sem analisarem, sem pesquisarem, não questionam porque acreditam em tudo e tem medo de encontrarem a verdadeira história. Como uma pessoa possa ser livre se está cercada de espiões observando seus passos no dia a dia? Como pode gozar de uma liberdade plena se está presa nos valores ultrapassados? Que tipo de liberdade que esses poderosos pregam se mantem o indivíduo coagido?
O indivíduo que acredita no seu potencial, é determinado, tem um conhecimento holístico não precisa depender de religião para ser feliz, prosperar e concretizar os seus sonhos porque sabem que os Universos conspiram a favor de todos os seres humanos gratuitamente sem precisar aprisioná-lo.
Os líderes religiosos prometem uma falsa liberdade, utilizam argumentos para fazer com que as pessoas ficam dependente totalmente, usam o nome de Jesus para esvaziar a conta bancária dos seus adeptos. Outras formas de ficar milionário em um ano é criar Pirâmides Financeiras. Alguns líderes religiosos querem abranger mais pessoas até mesmos os incrédulos a fim de lucrar com os grandes prejuízos dos outros. Depois de um ano o líder já está milionário desaparece ou cria outra Pirâmide Financeira atrativa e argumentam: Quando aceitei Jesus, fui fiel no dízimo e nas ofertas pude prosperar e gozar da verdadeira liberdade...


Os líderes religiosos pregam a prosperidade, cura de qualquer enfermidade, a riqueza financeira e dar testemunho demonstrando que o deus do ouro e da prata presenteou-o com patrimônios financeiros extraordinários após serem fiéis no dízimo, na oferta e no novo negócio rendável "Treasure Traders". Marketing é a chave para o negócio expandir com agilidade e convencer a pessoa a entrar no negócio.
As pessoas acostumaram tanto viverem dominados que acabam acreditando que seria o momento delas ganhar a liberdade  ganhando dinheiro fácil entrando numa Pirâmide Financeira.
O ser humano que sempre esteve com os olhos vedados é fácil de ser enganado e manipulado. Age por impulso e não acredita no seu potencial.
Portanto, se deseja ser feliz, obter liberdade plena e prosperar deverá ser senhor da sua própria vida e não permita interferência de outras pessoas nos seus negócios e nas suas decisões. O conhecimento holístico contribuirá para uma vida melhor e poderá liberta-te das artimanhas do mundo.

__________________


1- As 48 leis do poder, p. 13, Lei 25 "Seja senhor da sua própria imagem, em vez de deixar que os outros a definam para você".

Autora: Rainna Tammy.