sábado, 4 de abril de 2015

Criança transgênera


Numa sociedade patriarcal e preconceituosa é difícil aceitar e lidar com uma criança que descobre a sua verdadeira identidade logo na primeira infância.
Na sociedade há um padrão cultural que deve ser obedecida. Desde o nascimento a cultura e a tradição são impostas para seguirmos. A criança do sexo feminino pode usar roupa cor de rosa e o menino jamais pode usar essa cor por ser feminino. O menino pode usar o azul, o verde, o amarelo, o branco etc.
A menina pode chorar porque é sexo frágil, mas o menino não pode chorar. A menina deve brincar com boneca e menino jogar bola. A menina desde cedo deve vestir roupas femininas (saia e vestido) e menino roupa masculina. Talvez as pessoas esqueceram que no passado o homem usava vestido, saia, brinco, bolsa, pintava lábio, tinha cabelo longo e usava turbante.
O homossexualismo, o bissexualismo e o transgênero sempre existiram desde o início da criação e, era algo natural, mas com desenvolvimento da cultura patriarcalismo o indivíduo transgênero era mantido escondido por causa da punição severa, tanto pela igreja quando pela comunidade patriarcal conservadora.
Há um padrão aceitável na sociedade e as pessoas devem obedecer sem questionar. Temos medo de aceitar o novo, temos medo de pensar, temos medo de ser reprimido pela sociedade, temos medo da realidade, temos medo de tomar decisão e temos medo de ter uma visão holística.
A visão religiosa acreditava que o indivíduo transgênero estava com um demônio ou uma falange de espírito do sexo oposto comandando aquela criatura. Outros acreditavam que eram maldição divina, pois tal comportamento era algo detestável para deus.


A ciência ver o caso como Transtorno de Comportamento de Gênero e você qual é a sua visão sobre o transgênero infantil? Se você tivesse alguém na família como agiria? O que fazer quando uma criança recusa a vestir roupa de acordo o gênero sexual?
A criança transgênera é normal como outra criança, não há nada de errado com ela, apenas é uma criança diferente, gosto diferente, afinal não existem pessoas iguais temos que aprender viver e respeitar as diferenças.



As autoridades deve respeitar os direitos humanos,  banir as Leis burocráticas que barram os direitos de um cidadão. Autorizar os Planos de Saúde a fazer todo o tratamento necessário para uma a criança transgênera,  desde o tratamento psíquico, psicológico, aplicação de hormônios no início da puberdade e a mudança de sexo aos 16 anos de idade. Tais alternativas contribuiriam para  bem-estar geral do cidadão e o país evitaria problemas no futuro.

 Paty - Piaui   Foto: Fernando Brito/G1

O casal heterossexual moderno antes casar deve discutir a situação familiar e estar preparado para aceitar e respeitar a escolha sexual dos filhos. As escolas e as instituições religiosas devem receberem treinamentos e cursos sobre crianças transgêneras para saberem lidar com as situações como algo natural sem preconceito ou pensamento ultrapassado.
A família ao descobrir que tem filho ou filha é transgênero, deve agir com cautela e verificar de forma criteriosa, dialogar sempre com a criança para ver se é isso mesmo que deseja ou se é apenas fantasia do seu mundo infantil. Caso tenha dificuldade de lidar com a situação deve procurar um especialista para orientar a melhor forma de lidar com o comportamento de gênero. 

 
O transtorno está nas cabeças dos adultos que vivem e mantém prisioneiro de uma cultura conservadora. Esse transtorno é transferido de forma direta ou indireta às crianças ou adolescente transgênero levando-o para uma depressão, para o prostíbulo, para o uso da droga ilícita e ao suicídio.
Temos que acordar para a realidade, saber lidar com as diferenças individuais, amar o próximo da forma que ele é e sente melhor. Jamais devemos impor um padrão de comportamento para alguém seguir de forma coerciva.
Os Psiquiatras e os Psicólogos heterossexuais devem apenas orientar os pais a lidar com a situação de forma natural. A agressão verbal, psicológica ou física não irá resolver. Induzir de forma coesiva um a criança transgênera conduzindo-a para uma instituição religiosa tradicional conservadora também não irá resolver porque irá apenas mascarar a realidade do seu eu temporariamente. A pessoa deve ser o que ela é, e que acha que deve ser e jamais deve permitir que as ideias e as visões de uma sociedade patriarcal conservadora venha eliminar a sua felicidade com ideias ou argumentos ultrapassados e sem fundamentos.

Autora: Rainna Tammy

Fonte de Pesquisa:

Documentário: Transgênero - Processo de transição de mudança sexual - NatGeo  https://youtu.be/srgE8pUmaXU




Minha vida em cor de rosa (Filme completo) https://youtu.be/CnOAQDrlmxs

Trasamerica (Filme completo) https://youtu.be/k1l8V_QOMKs